Um dos primeiros encontros do grupo no Goethe Institut Porto Alegre. Na foto: o diretor Maurício Casiraghi; as atrizes Arlete Cunha, Danuta Zaghetto, Mariana Rosa, Mirna Spritzer; os atores Marcelo Mertins, Paulo Roberto Farias e Rossendo Rodrigues.
Registro de um dos primeiros ensaios realizados no espaço da Cia/Estúdio Stravaganza.
Crédito: André Varela.

Em processo de criação desde janeiro de 2019, ocupando o espaço da Cia/Estúdio Stravaganza, a ATO cia.cênica está encenando seu mais novo projeto – o espetáculo Expresso Paraíso. A peça será resultado do projeto TRANSIT, idealizado pelo Goethe Institut, em sua terceira edição, que selecionou dois diretores gaúchos para encenarem duas montagens diferentes e autônomas a partir do mesmo texto – Paradies Spielen – do autor austríaco Thomas Köck: Maurício Casiraghi (Ato Cia Cênica) e João de Ricardo (Cia Espaço Em Branco). O projeto conta ainda com o acompanhamento dos críticos teatrais Michele Rolim e Renato Mendonça, do Portal AGORA Crítica Teatral, que registrarão os processos no canal e acompanharão os ensaios durante a criação.

Ganhadora do edital Transit – um texto alemão e dois encenadores brasileiros, desenvolvido pelo Goethe-Institut Porto Alegre, a Ato Cia.Cênica estreia em maio de 2019 o espetáculo Expresso Paraíso. A peça, que tem direção de Maurício Casiraghi, integra a programação do 14º Festival Sesc Palco Giratório.

Em sua terceira edição, o projeto Transit propõe que dois encenadores gaúchos realizem montagens diferentes e autônomas do mesmo texto. Este ano, o texto escolhido foi Paradies Spielen, do autor austríaco Thomas Köck. Além da Ato Cia.Cênica, a companhia Espaço em Branco, sob direção de João de Ricardo, também é ganhadora do edital. O projeto conta com o acompanhamento dos críticos teatrais Michele Rolim e Renato Mendonça, do Portal AGORA Crítica Teatral, que acompanham e registram o desenvolvimento dos espetáculos.

Expresso Paraíso, que tem no elenco  Arlete Cunha, Danuta Zaghetto, Marcelo Mertins, Mariana Rosa, Mirna Spritzer, Paulo Roberto Farias e Rossendo Rodrigues, será apresentado nos dias 21 e 22 de maio, às 20h, no auditório do Goethe-Institut, e segue em temporada de 24 de maio a 9 de junho, todas as sextas, sábados e domingos.

Também será realizado um debate sobre o Projeto Transit no dia 21 de maio, logo após a apresentação de Expresso Paraíso. A mesa terá a participação dos dois encenadores selecionados, João de Ricardo e Maurício Casiraghi, do autor do texto, Thomas Köck e dos editores do Agora Crítica Teatral, Michele Rolim e Renato Mendonça. O jornalista e crítico Valmir Santos (SP) será o mediador do diálogo com o público. A ideia é conversar sobre as diferentes encenações e sobre as relações artísticas entre Brasil e Alemanha.

Encontro com a Tradutora Christine Rohrig no Goethe Institut Porto Alegre que também contou com a presença dos críticos do portal AGORA Crítica Teatral e da Cia Espaço Em Branco (que montará a outra encenação do mesmo texto).
Crédito: Maurício Casiraghi

Com dramaturgia do austríaco Thomas Köck, Expresso Paraíso (paradies spielen) abordará a exaustão da modernidade ocidental representada por cinco viajantes europeus em um misterioso trem desgovernado. Ao mesmo tempo, um casal de imigrantes chineses, cheios de esperança, viajam para a Europa em busca do paraíso. Um filho ao lado do leito de seu pai moribundo, que sofreu queimaduras graves. O coração ainda bate, mas vale a pena lutar? Qual é o preço que se paga pelo paraíso?

Crédito: Maurício Casiraghi

DRAMATURGIA: Thomas Köck

TRADUÇÃO: Christine Rohrig

DIREÇÃO: Mauricio Casiraghi

REALIZAÇÃO: ATO cia.cênica, Goethe Institut e Sesc-RS.

ELENCO: Arlete Cunha, Danuta Zaghetto, Marcelo Mertins, Mariana Rosa, Mirna Spritzer, Paulo Roberto Farias e Rossendo Rodrigues

PRODUÇÃO: André Varela, Danuta Zaghetto, Louise Pierosan e Maurício Casiraghi.

ILUMINAÇÃO: Luciana Tondo

CENOGRAFÍA: Rodrigo Shalako

TRILHA SONORA: Caio Amon

FIGURINO: Déh Dullius

CRIAÇÃO DE OBJETOS CÊNICOS: Paulo Martins Fontes

CRÍTICA INTERNA: Michele Rolim

ASSESSORIA DE IMPRENSA: Louise Pierosan

PROJETO GRÁFICO: André Varela

APOIO: Cia/Estúdio Stravaganza e Viação Ouro e Prata