576371_10151287598168050_1472842945_n

Prêmio Açorianos de Teatro 2012

546480_10151287601568050_375591764_n

Prêmio Açorianos de Teatro 2012

Em 2012, a ATO Cia. Cênica recebeu indicações em nove das doze categorias do Prêmio Açorianos: Melhor Figurino, Melhor Iluminação, Melhor Cenografia, Melhor Trilha Sonora, Melhor Ator Coadjuvante, Melhor Atriz Coadjuvante, Melhor Ator, Melhor Direção e Melhor Espetáculo. O Feio sagrou-se vencedor nas categorias de Melhor Espetáculo pelo Júri Oficial e Melhor Ator Coadjuvante ao ator Paulo Roberto Farias, recebeu também o Troféu RBS Cultura de Melhor Espetáculo pelo Júri Popular. A empatia com o público, o entusiasmo da crítica e o sucesso de bilheteria foram imediatos, e vieram consolidar O Feio como espetáculo de destaque na cena teatral gaúcha. Em 2013 a montagem foi contemplada com o Prêmio de Teatro Myriam Muniz, na categoria Circulação. O que permitiu ao espetáculo ser apreciado por públicos de quatro estados brasileiros, nas cidades de Salvador (BA), Belo Horizonte (MG), Rio de janeiro (RJ) e São Paulo (SP).

Língua Mãe.Mameloschn foi o vencedor do Prêmio Açorianos de Melhor Espetáculo de 2015 pelo Júri Oficial e do 10º Prêmio Braskem Em Cena de Melhor Atriz para Mirna Spritzer. O espetáculo já foi apresentado em diversas temporadas no Brasil e na Alemanha.

Prêmio Açorianos de Teatro 2015

Prêmio Braskem Em Cena 2015

Maurício Casiraghi, diretor de O Casal Palavrakis, foi o vencedor do Prêmio Açorianos de Melhor Direção de 2016. É a primeira montagem gaúcha de um texto da espanhola Angélica Lidell, uma das mais promissoras dramaturgas da cena contemporânea.